O parto: quando o cuidado tem início na família

por: Marilice Costi

Desce que comecei a pensar e a querer cuidar de “pessoas que cuidam”, passei a me interessar pelo cuidado paterno. Pelo vínculo com o filho, onde se estabelecia, quando ficava mais forte, quando se tornaria para sempre, pois me incomodam muito os abandonos, apesar de entender muito que ocorrem também devido à dor.

Quando recebi este link abaixo, a primeira coisa que pensei foi isto: que vínculo maravilhoso este homem fez com a mulher e com o filho, participando de um parto humanizador.

Fico sempre feliz quando vejo isso. Tenho certeza que você gostará muito também.

Corpos e afetividade, quem não se encanta com amor, nascimento e cuidado?

Acessem o link e contemplem o que a vida tem e que precisamos cuidar sempre, seja uma pessoa que possa seguir a sua vida, seja uma pessoa com deficiência.

Este é o momento de celebração do amor, da realização de um sonho, de vida a caminho de muitas expectativas. Veja aqui!

Cuidaqui coraçõesMARILICE COSTI é Especialista em Arteterapia (AATERGS 072/0808). Escritora e editora durante 7 anos da revista O Cuidador (hoje online) . Tem 9 livros publicados, As palavras e o cuidado: Arteterapia e Literatura, lançado em novembro passado. Conheça  a opinião dos leitores aqui – A fábula do cuidador, Gatilho nas Palavras, Ressurgimento, Como controlar os lobos? Proteção para nossos filhos com problemas mentais, entre outros.

Cuidaqui coraçõesEnvie suas vivências no cuidado para Nosso Blog .

CUIDAQUI.com é um lugar para você!